sábado, 5 de dezembro de 2009

O teu olhar sustenta o céu imenso


Andas pela casa com passos leves,
pousas a mão no colo, sorris. E eu
acredito que o mundo te acompanha.
Como ecos do que fazes, formam-se
nuvens sobre o mar e cantam pássaros
em países distantes. Sei que é assim.
O teu olhar sustenta o céu imenso,
a luz dos astros, todas as galáxias.

José Mário Silva (n. 1973)
in Nuvens e labirintos

4 comentários:

  1. pois é. eu não acredito em coincidências, mas a verdade é que quando publiquei Neruda, coloquei a "Noite Estrelada..." de Van Gohg no cabeçalho. Depois retirei porque fiquei na dúvida se já o teria feito ou publicado.
    Há algum tempo atrás, no CONTRACENAR, passava essencialmente artes plásticas e música.

    Mais uma tarde de um domingo. Boa tarde.

    Fátima.

    ResponderEliminar
  2. Vocês músicos são todos assim muito virados para as artes, ou isso é uma coisa mais tua?

    ResponderEliminar
  3. Gosto do poema e muito de Van Gogh.
    E devo acrescentar que há olhos assim...capazes de, a nosso ver, fazerem coisas verdadeiramente impensáveis.
    Bjs
    M.M.

    ResponderEliminar
  4. Susana, é natural que quem vive imerso na arte musical tenha o espírito aberto às outras artes... depois é uma questão de gosto ou não pela cultura! (Também há músicos que não têm esse gosto e perdem assim uma boa parte da sua musicalidade!)

    ResponderEliminar