quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

O lado de fora

Reflection (Art by Wicks)










Eu não procuro nada em ti,
nem em mim próprio, é algo em ti
que procura algo em ti
no labirinto dos meus pensamentos.

Eu estou entre ti e ti,
e a minha vida, os meus sentidos
(principalmente os meus sentidos)
toldam de sombras o teu rosto.

O meu rosto não reflecte a tua imagem,
o meu silêncio não te deixa falar,
o meu corpo não deixa que se juntem
as partes dispersas de ti em mim.

Eu sou talvez
aquele que procuras,
e as minhas dúvidas a tua voz
chamando do fundo do meu coração.

Manuel António Pina
in Poesia Reunida

7 comentários:

  1. Poesia..., e neste silêncio da noite, melhor se lê, mais sentida, é.

    Boa noite José Rui.

    ResponderEliminar
  2. Poema lindo! Obrigada pela partilha.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Tão simples e tão cheio de conteúdo...
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Bem haja por nos continuar a mostrar, que arte só pode ser verdade, quando se sente.
    Um abraço
    Eduarda

    ResponderEliminar
  5. Belíssimo!

    Obrigada, Rui :) Há poemas tão belos, quanto reconfortantes.

    ResponderEliminar
  6. Uma maneira diferente de dizer o Amor, de o escrever e de o sentir...Manuel António Pina, tem este dom; duma aparente confusão de sentimentos, mostra-nos tudo, com a maior clareza!
    Bjs.
    M.M.

    ResponderEliminar