segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Days of wine and roses

Famoso e belo tema que se tornou num standard do Jazz (aqueles temas que servem de base para a improvisação, que no seu conjunto formam o Real Book). Pois ouvia eu "Days of wine and roses", e perguntei-me de onde vinha esse título. Ah, afinal existe o filme (1962, Blake Edwards, com Jack Lemmon) e existe o tema musical desse filme (Henry Mancini and Johnny Mercer). Mas este título vem de um belo poema de Ernest Dowson:

They are not long, the weeping and the laughter,
Love and desire and hate:
I think they have no portion in us after
We pass the gate.

They are not long, the days of wine and roses:
Out of a misty dream
Our path emerges for a while, then closes
Within a dream.

Não são duradouros, o choro e o riso,
Amor desejo e ódio:
Penso que não fazem parte de nós depois
Que passamos o portão.

Não são duradouros, os dias do vinho e das rosas:
Saído de um sonho enevoado
O nosso caminho emerge por algum tempo, fechando-se depois
Dentro de um sonho.

(tradução de Cecília Rego Pinheiro)

1 comentário:

  1. André Carvalho06 julho, 2011

    Assisti ao filme e me surpreendi com o poema. Resolvi procurar e aqui o encontrei, com tradução e tudo. Muito obrigado.

    ResponderEliminar