segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Com as gaivotas

Espinho, Out. 2009 - Foto de minha autoria

Contente de me dar como as gaivotas
bebo o Outono e a tarde arrefecida.
Perfeito o céu, perfeito o mar, e este amor
por mais que digam é perfeito como a vida.

Tenho tristezas como toda a gente.
E como toda a gente quero alegria.
Mas hoje sou dum céu que tem gaivotas,
leve o diabo essa morte dia a dia.


(1923-2005)
Não resisti a continuar com Eugénio de Andrade...

3 comentários:

  1. As palavras dum grande poeta conjugadas com uma belíssima foto. Parabéns
    Chris

    ResponderEliminar
  2. Eugénio é Eugénio! Mas há poemas que me dão tristeza.
    Ainda bem que estou no trabalho :)))

    ResponderEliminar