quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Será Primavera?

"Palavras Gastas" e "Quem Sabe Amanhã Será Primavera", dois livros de Maria Mamede (este último em co-autoria com Albino Santos).
Dois livros que me acompanharam nesta manhã.
Belas palavras que nunca serão gastas porque só me provocam encanto!
Numa manhã fria em que nem as gaivotas quiseram andar no mar, li pássaros azuis, garças brancas, melros no escuro, e as andorinhas... trazendo a Primavera hoje mesmo.
Depois de todas estas festas, a manhã que poderia ser vazia encheu-se de um sossego onde me encontrei só eu e a poesia. E é claro que assim não foi uma manhã de solidão porque a passei a saborear poemas como se fossem "broa-doce", quase lhe sentindo o cheiro a pão cozido!...
Sairei daqui a pouco para a escola. Acho que hoje os alunos irão encontrar o professor mais inspirado...
Reparo agora que nas ladeiras que me separam do Tejo os automóveis parecem rebanhos a pastar... e o céu está mais azul!...

Um pequeno bando de garças brancas
acaba de chegar, ao terreno a nascente
que tinha sido lavrado há pouco;
Seu volátil bailado
ajuda-me a reencontrar
o caminho do sonho!... ___M.M.

Obrigado, Maria Mamede.

3 comentários:

  1. O poema que escolheste cheira bem! Impossível não sentir.
    Tens de vir dar umas aulinhas ao Norte, a uma certa XX que hoje tocou na flauta uma música dos GNR que tinha DOs e tudo!
    ;)

    ResponderEliminar
  2. Também gosto muito dos poemas da Maria Mamede.
    Tenho que ir ao seu blogue, comentar e enviar-lhe um beijinho. Não me posso esquecer.

    ResponderEliminar
  3. Olá Zé Rui.
    Eu é que tenho de lhe agradecer todo o carinho que me dispensa.
    Obrigada por partilhar todos estes sentimentos.
    Feliz porque gostou.
    Bjs.
    Maria Mamede

    ResponderEliminar