segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Ode à Alegria

Todos nós já ouvimos o final da 9ª Sinfonia de Beethoven, parte coral com poema de Friedrich von Schiller, muito conhecido como o Hino da Alegria. Aqui fica a sua tradução para que melhor se entenda.



ODE À ALEGRIA

[Meus amigos, paremos com estes sons!
Levantemos aos céus cânticos mais belos,
E plenos de alegria!]

Alegria, a mais bonita flama dos deuses,
Filha de Eliseu,
Inspirados pelo fogo, entramos
No teu templo glorioso.
O teu fascínio aproxima
Aquilo que o mundo separa;
Todos os homens se tornam irmãos
Quando as tuas suaves asas nos conduzem.

Quem conseguiu o bem supremo
De fazer amizade com um amigo,
Ou obteve uma doce esposa,
Esteja connosco em grande júbilo!

Sim, quem apenas uma alma
No mundo possa chamar sua!
Mas quem não o puder fazer,
Chorando, abandone então estes lugares.

Que todas as criaturas bebam a alegria
Nos belos seios da Natureza;
Todos os justos, e os injustos,
Igualmente provem o gosto do seu dom.

Ela deu-nos beijos e bom vinho,
E um amigo garantido até à morte.
Igual volúpia foi concedida aos próprios vermes,
E os Querubins surgem de pé perante Deus!

Alegres, como os corpos celestes
Que Ele colocou nos seus cursos
Através do esplendor do firmamento;
Assim, irmãos, vós deveis seguir vosso caminho
Como o herói avança para a sua conquista.

A vocês, milhões, eu dou meu grande abraço
Com este beijo para todo o mundo!
Irmãos, no mais alto dos céus
Deve reinar um Pai de amor.
Todos vós, milhões, vos prostrais?
Mundo, conheces o teu Criador?
Procura-0 então nos céus!
Ele deve habitar por sobre as estrelas.


(Tradução de Diogo Freitas do Amaral)

1 comentário:

  1. Adoro essa música, e agora fiquei a perceber a letra. =)

    ResponderEliminar